Descoberta do beijo

I

O olhar nos olhos antes do ósculo
E a troca de confissões antes do mesmo
Ocultam ou revelam intenções
Que auscultando o peito não percebo

E enquanto inutilmente persigo razão no fato
O amor me faz de gato e sapato
E a verdadeira intenção do beijo permanece sibilina

II

Há tanto amor sem beijos
E tantos beijos sem amor
Que eu não sei onde está o amor
No beijo de meu amor

Eu acho menina que só sendo louco
Pra filosofar com tanto desejo

Postagens mais visitadas

...