Uma Noite na Taverna

19 março 2006

Belíssima ou Burríssima?

Eu pareço sempre estar esquecendo do motivo principal que me faz evitar os programas de tevê. Como padeço do mesmo mal de muitos brasileiros, não tenho a oportunidade de sustentar internet banda larga e uma tevê por assinatura que só vai servir pro final de semana, fico preso a sempre surpreendente programação da televisão aberta que, via de regra, só me dá desgosto.
Geralmente o papo sobre tevê começa e eu tenho que dizer que não vejo tevê. Minto por puro constrangimento. Quem não fica constrangido com os talk shows, programas humorísticos e de auditório? ... Você não? ... Eu vejo os telejornais, o começo do Mais Você, morro de rir com a Luciana Gimenez (que não deve ser assistido diariamente), via os testes de fidelidade do JK (João Kléber pra quem quer bancar o anti-televisivo) e por aí vai. Só isso me dá uma vergonha sem par.
Mas o que não posso parar de deixar de pensar é a respeito da qualidade daquilo que invade milhares de lares sem pedir licença sob o título de teledramaturgia que a Rede Globo produz. É amigos, essa encheção de lingüiça é pra falar de novela sim.
O que que é isto que estes malucos andam produzindo ultimamente? Quer melhor alvo pra crítica do que a novela das oito?
Belíssimo desfile daquilo que pode ser considerado como o maior libelo anti feminista da história, a novela das oito é o pastiche mais desarvorado e sem cabimento da história da teledramaturgia. Falei difícil, né? A novela é uma merda, cumpadi!
Se você tiver estômago para ver alguns capítulos vai perceber que o autor, Gilberto Braga, preferiu reunir em suas personagens femininas uma série de defeitos de caráter que tornam a obra insuportável. Todas as mulheres de Belíssima são imbecis, simplesmente imbecis, principalmente imbecis com relação aos homens aos quais, de maneira mais imbecil ainda, são inteiramente submissas e por eles capazes das mais incongruentes irresponsabilidades.
Qual mulher, mãe de uma adulta, dirigiria uma empresa e entregaria seu patrimônio de maneira irreversível ao marido bonitão recém-encontrado nos dias de hoje? Tudo bem que você se separaria do seu companheiro se visse fotos dele entrando num motel, mas não desejar saber quem tirou as fotos é muito forçado ou não é? Que dirá então casar com um garoto de programa? Ficar atrás de homem fazendo jantarzinho em casa então?
Na novela as mulheres só querem é levar ferro, fazem de tudo por isso. Desde a Claúdia Raia com o mecânico com os dentes mais perfeitos do mundo a Claúdia Abreu com aquele jeito de mulher burra que deu sorte de enviuvar de um jovem rico mas permanece burra.




Essa merece o Oscar. Ser acionista majoritária não é nada pra ela, ela quer é uma rola, perdeu tudo por causa de uma. Ela é a maior otária isso sim. Não perdoô amigo, mulher burra como a Júlia Assunção tem que comer capim.



Essa aí é um caso perdido. O autor já não sabe o que escrever para ela visivelmente. Vai fazer escada até lhe arranjarem uma função. Buuurrrra como uma porta. Sacanagem com a porta.



Só pensa em rola. Falar mais o quê.



Casar com garoto de programa? Quem faz isso é homem. O que que ela vai ganhar com isso? Nem Ibope, eu garanto.



Otária até dizer chega, tem uma queda por homens mais velhos e se faz de cega. Quando você se apaixona você traça um perfil da pessoa com quem você está. Se você quiser casar com um político safado e vai agüentar isso na boa, cuidado! Muito do seu caráter já está espelhado nesta sua escolha.
Por ser empregada ela nunca questiona nada. Nada mesmo, nem mesmo o autor das fotos que acabaram com seu casamento.
Não força Gilberto.

Eu vou parar por aqui. Se você acessa o site da novela você antevê o desastre na descrição dos próprios personagens.
Deve ser por isso que os remakes como Sinhá Moça estão vindo à baila. A novela das oito é muito mal escrita. Estória fraca e personagens sem dimensão humana é comum e aceitável, a redução do universo feminino a um desfile de histéricas taradas submissas já passa dos limites. Mais uma novela ruim entre o Jornal Nacional e o jogo de quarta feira, my brother.

Gilberto Braga, antecipe o final e espere por melhores dias.