Caminho do sacerdócio




Voto de trabalho


Não irás pintar nada
além do tempo presente
Se não o perceberes:
Da vida não se faz rascunho.

A vida
rascunhada por escritores
cineastas dramaturgos ou poetas
é tão mentirosa quanto a fotografia de estrelas

A realidade não precisa estar escrita
Em tábuas de salvação ou em romances
Para ser sublime

A vida presente nos assalta
sem pedir licença
diploma mandato ou certificado

A função do artista é a promoção do desconforto
que a luz traz aos olhos há tanto fechados
Promover o grito que acorda a turba
O acorde que transforma
que incita os homens a revelarem a verdade diante de seus olhos
para bem dentro e muito além deles

E o tempo presente?
Este tempo não será teu ofício
Tudo aquilo que hoje é não passará
pelo umbral inexorável do olvido

Trabalharás contra a Entropia
Emitindo luz enquanto a gravidade o puxa
para inspirar, na mentira de tuas fotos
tiradas à distância,
a mesma beleza nas fotografias de estrelas
que inspiraram este poema.

Eis aqui, senhores, um dos mistérios de nossa fé.

Postagens mais visitadas

...