Milagre



A poesia foge das estatísticas
Não por conta da mentira
Não por conta da manipulação
A poesia gosta de mentiras
A poesia gosta de jogos, mãos e mágica

"Manipule o papel, a caneta, a memória, o sentimento...
Faça um poema!"
O coração lhe desafia

Em verdade
Um poema te empresta mãos
Um poema, como uma escada,
Te ajuda a alcançar as prateleiras
Onde alguns sentimentos aguardavam ser descobertos
                                                                  Ou espanados

A poesia foge a estatísticas
A poesia foge das porcentagens

Impossível que é expressar milagres
Através de qualquer artifício matemático
Talvez fosse mais fácil usar a cabalística
A cabala mística
O atabaque
O violão

O poema, míssil balístico,
Erra a lua
Entra em órbita
Põe em parafuso o leitor

O poeta fugiu do assunto

A poesia foge

Emoção possível
Impossível razão entre possibilidades

Milagre

Postagens mais visitadas