Busu

O navio negreiro
Agora tem letreiro luminoso
E novo itinerário

Sai lotado da senzala
A carona ainda sai cara
Nesse carro de bóias-frias 


Não há entre novos escravos
quem peça real alforria

"Ao menos livra meus filhos."
Gritam os fãs das Utopias

Mas não há lei do Ventre Livre
Onde reina a mais-valia

Postagens mais visitadas

...