Only you

We suffer everyday,
What is it for,
These crimes of illusion
Are fooling us all,
And now I am weary,
And I feel like I do.

It's only you,
Who can tell me apart,
And it's only you,
Who can turn my wooden heart.

The size of our fight,
It's just a dream,
We've crushed everything,
I can see, in this morning selfishly,
How we've failed,
And I feel like I do.

It's only you,
Who can tell me apart,
And it's only you,
Who can turn my wooden heart.

Now that we've chosen to take all we can,
This shade of autumn, a stale bitter end,
Years of frustration lay down side by side.

And It's only you,
Who can tell me apart,
And it's only you,
Who can turn my wooden heart.

It's only you,
Who can tell me apart,
And it's only you,
Who can turn my wooden heart.

(Beth Gibbons)

Meus olhos ardem o sol se pôs cinzento
Você me invade e eu me entrego a meu cansaço
Mais de uma vez eu fui traído e embora forte
Não abro mão de recorrer ao seu regaço
Já pensei um mundo bom e tive fé
Já quis minha vida repartida entre os amigos
Mas eu criei um coração feito de aço
E tenho lágrimas que se esquecem de rolar
Não quero nada a não ser o seu abraço
Transformar meu coração de aço em brisa
E não tentar mudar meu mundo por enquanto
Não quero mais que descansar no seu regaço
Até que o sol traga a manhã cinza ou vermelha
E eu de novo passe então da brisa ao aço

(Henrique Santos)

Postagens mais visitadas