Fábulas de Pakkatto



A Caridade

Para minha mãe

João e Guilherme eram dois homens muito bons e caridosos, sempre dispostos a participar de qualquer obra que visasse ajudar aos mais necessitados. Mas, vejam bem, ajudar com o trabalho porque dinheiro mesmo eles não tinham nenhum.
Foi aí que chegou ao conhecimento dos dois que o orfanato local precisaria de muito dinheiro para pagar suas contas ou então fecharia de vez.
Guilherme ficou muito preocupado mas João disse que resolveria o problema facilmente.
No final do dia eles se encontram:
- Veja você, Guilherme! Arranjei no primeiro dia de trabalho quase mil reais só nexta tarde!
- Nesse ritmo conseguiremos salvar o orfanato em poucos dias. Quer dizer você vai conseguir, João.
- Que é isso Guilherme? Conseguiremos, você disse o certo! Sabia que você não iria gostar de ficar de fora e então fiz uma rifa.
- Não entendi, eu participei? E o que é tão cobiçado nesta rifa pra vender mil reais tão rápido?
- Ora bolas, eu rifei a sua bunda!
- O quê?
- Você não vai se tornar mesquinho numa hora dessas vai?


MORAL DA HISTÓRIA

"A Caridade é sempre mais fácil quando rifa com o cu do Guilherme"

Postagens mais visitadas

...