Mais valia



Mais valia 
um poema
Na cabeça 
Que dinheiro 
Nas mãos 
Mais valia
Um poema 
Nas mãos 
Que a alma
Vazia
Mais valia
Um poema
Na cabeça 
Que a corda
No pescoço

Essa vida
Tá osso
Te arrancam
A pele
Pela mais valia
Quanto vale
A poesia?
Vida não vale
O que valia 
Uma junta
comercial 
Te avalia 
E o poema
Não te prende
Se ele abre
Portas 
Não importa
Só importa 
Se ele vende

Um dia
Mãos levadas 
Dos de alma lavada
Nos livrarão
Da mais valia

E pela pena
Levada
Dos de alma 
Lavada
Levados
Livros 
Serão livrados
Pelas mãos 
Da poesia

um dia, pelas mãos 
da poesia,
seremos levados
sem mais-
valia.

(Parceria entre Henrique Santos e Su Noguchi)

Postagens mais visitadas

...