Por que escrevo?



Escrevo porque vale a pena
Fica a letra, ecoa a palavra
Ela é quem desperta a grande viagem
para encontrar a mim mesmo nos que se encontram no que escrevo
para encontrar os que vêem que estou perdido
para trocar missivas com os que possuem outros mapas e jogar mísseis nas fortalezas dos que"se acham"
para me perder num mundo imaginado
porque sinto vertigem
para sorver de novo a miragem
porque é barato
porque posso ser sincero e fingir confissões absurdas
porque tenho coragem de falar de meus medos
Escrevo porque não há palco melhor para a palavra que a mente
não sou ator, sou atormentado, tormenta de idéias
escrevo por necessidade, karma, estigma
para agradecer quem pôs um livro em minha mão, um poema em minha cabeça
escrevo para libertar as palavras do dicionário e fazê-las dançar
tirá-las do ostracismo
Vem palavra para o meu colo que livrar-te-ei na arte do meu livro
escrevo porque um texto é mais fácil que juntar gente num filme ou banda de rock
escrevo por motivos que se renovam
para encontrar-me renovado
ou apenas de novo
porque vejo que há necessidade em assumir um papel na sociedade como homem de letras
e eu ainda acho palavras mais sutis e eficientes que balas de fuzil, letras frias da lei ou bulas de remédio
escrevo porque quero respeito pela literatura
e que a literatura mostre a humanidade
mostre que somos iguais e estamos no mesmo barco
escrevo para chocar as carolas e os estelionatários
para tornar minha vida mais completa
E mais sublime o meu anonimato
Amigo, em resumo, eu lhe digo
escrevo pelo silêncio



Postagens mais visitadas

...