Uma Noite na Taverna

17 agosto 2014

Clandestino



Caço percalços
Calço ventanias
Memórias de caminhos
estradas
Paisagens calcadas
Nas retinas
Viagens com a mente
Pontes
Cantos
Caminhada
Viola
Boa história
Música
Poesia

Clandestino
Invado fronteiras
Inverto ponteiros
Invento sentidos
Respiro montanhas
vitória é calçada
Música avenida
Texto teletransporte
Filme fotografia

A boa vida é a arte boa
De saber o quão boa é a vida

Sou com o destino
Clandestino
Homem de passos
Menino indígena
Poeta

Minha seta
Minha senha
Minha Sina
oficina artifício
meu sinal
meu sonho
meu sino
meu hino
meu amém
meu universo
vício dos ossos
literatura ofício
paraíso
palavra
cura
míssil
regresso

Somos nós
São os nós
Os insanos senões
O ser tão
os sermões
o ser mais
Pessoas
Camões
Sou eu
Clandestino
Homem indígena
Poeta
Menino

Invado sentidos
Atravesso fronteiras
Invento porteiras
Respiro montanhas
Caço percalços
Calço ventanias