Uma Noite na Taverna

10 setembro 2014

Poemas de Peter Pane



Um homem tem que fazer o que é preciso
E quão difícil é ser preciso no que se faz
Um homem é medido por seu ofício
julgado pelos seus vícios
(Mesmo os que deixou para trás)
Não vão ler versos seus nos guardanapos
Não vão nunca ver a alma que traz
A escrita de um poeta
Vai longe do vôo na Terra do Nunca
Escrever é uma Fuga de Alcatraz