Ode aos justos

Às vezes o desespero
Tira a voz dos homens
E os paralisa

Benditos
Os que levantam a voz
Em defesa dos injustiçados

Por gentileza
         por coragem

Pela pura incapacidade
     De conformar-se

Amai a liberdade sobre todas as coisas               Para todas as coisas


      Mais do que a ti mesmo

                    Amém


Postagens mais visitadas